Entenda as habilidades e funções de um nutricionista esportivo

O número de pessoas que realizam
atividades físicas está se tornando cada vez maior. Para quem faz atividades
físicas uma boa alimentação é indispensável. Um nutricionista esportivo fornece a orientação adequada para essas
pessoas melhorarem seu desempenho físico por meio de um tratamento nutricional.

O mercado para um nutricionista esportivo está aquecido.
Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricional (Abenutri),
o setor cresceu 9% e faturou US$ 270 milhões em 2016. Mais de 28 milhões de
pessoas praticam atividades físicas no Brasil.

O que faz um nutricionista esportivo?

Um nutricionista esportivo fornece a orientação adequada sobre
exercícios físicos, alimentação e uso de vitaminas, minerais e suplementos para
os praticantes de atividades físicas e atletas. Ele é capacitado para entender
a composição corporal adequada para diferentes tipos de modalidades e melhorar
o desempenho, perda ou ganha de peso, ganho de massa muscular e definição
muscular.

Ser um nutricionista esportivo também envolve desenvolver cardápios para
alimentação de grupos, como empresas, escolas e outros, e traçar estratégicas
para promover saúde.

O que é necessário?

Para se tornar um nutricionista esportivo, é necessário
cursar disciplinas de fisiologia do exercício e nutrição esportiva durante a
formação acadêmica de graduação. Também é necessário fazer uma especialização
na área que envolva conhecimentos de fisiologia e treinamento desportivo,
avaliação nutricional e recomendações nutricionais na área esportiva.

Atividades de um nutricionista esportivo

Atividade física:

Qualquer movimento que requer
energia, como caminhar, dançar, treinar e até mesmo limpar a casa. Neste caso,
o nutricionista esportivo, supervisiona
a alimentação e avalia se a atividade física que a pessoa faz, está ajudando a
diminuir o peso e o índice de gordura corporal ou não.

Exercício:

O nutricionista esportivo auxilia com atividades físicas que têm
objetivos específicos, como melhorar rendimento, diminuir gordura ou aumentar a
massa muscular, por exemplo. Ele supervisiona a alimentação da pessoa e avalia
se o exercício está atingindo o objetivo.

Em casos que o esporte envolve
competições, o nutricionista esportivo
deve trabalhar em equipe com um diretor esportivo, treinador, médico,
fisioterapeuta e psicólogo. O nutricionista e o médico cuidam da suplementação
e evitam o consumo de substâncias proibidas, enquanto o nutricionista esportivo supervisiona a massa muscular, evita anemia
e desajustes no metabolismo.

O que não faz

Não cria planos de treinamento:

Um nutricionista esportivo não escolhe os melhores exercícios para
cada pessoa, essa tarefa é do treinador. Para isso é necessário um profissional
que possa avaliar condições físicas para desenvolver um circuito de treino.

Não prescreve medicação:

O nutricionista esportivo não pode prescrever medicamentos e produtos
que façam perder peso, por exemplo. Há alguns farmacêuticos autorizados a
prescrever, porém o médico é sempre autorizado a isso.

O ITH oferece o curso de Pós-Graduação
em Nutrição Esportiva
, autorizado pelo MEC. Com este curso você estará
habilitado para ser um nutricionista
esportivo
.