5 passos para melhorar a sua gestão financeira – ITH Pós-Graduação na Saúde

5 passos para melhorar a sua gestão financeira

Qualquer empresa, em todos os segmentos, sobrevive do lucro, este é o objetivo final de qualquer negócio. Sabemos que atingir esse objetivo não é algo simples e que existe um caminho árduo, só quem faz essa trilha diariamente conhece os obstáculos. Para as empresas do setor de saúde não é diferente.

É preciso entender do mercado, atender a legislação, gerir as equipes de forma proativa e principalmente, fazer uma gestão financeira eficiente.

A gestão financeira eficiente conta com 5 passos indispensáveis:

  • Compra de insumos:

A capacidade de negociação e de compra da empresa impactará diretamente em seus resultados, já que o lucro vem de uma conta muito simples: RECEITAS – DESPESAS = RESULTADO. Claro que em termos contábeis a conta é mais complexa, mas em termos gerenciais é assim que a performance é representada. Durante a negociação de compra é importante saber o ciclo financeiro dos recebimentos, ou seja, em média quantos dias a empresa leva para receber do cliente? Comprometer-se a pagar antes de receber do cliente pode gerar desequilíbrio no fluxo de caixa, a não ser que a empresa tenha caixa suficiente para cobrir uma negociação imperdível.

  • Gestão dos insumos:

Não basta comprar bem, também é importante consumir de forma inteligente. Para isso, é indispensável uma boa gestão de estoque e a conscientização dos profissionais que prestam o serviço final. Aqui vale o conceito de eficiência e eficácia juntas: fazer o certo da forma certa. Além disso, os produtos utilizados na área da saúde são bem perecíveis, o que exige maior atenção. Uma sugestão é utilizar a metodologia PEPS – Primeiro que Entra, Primeiro que sai – essa metodologia garante que os produtos com datas de validade mais próximas sejam utilizados antes do seu vencimento, garantindo a qualidade do serviço prestado, segurança do paciente e prevenção de desperdícios. Já pensou ter que jogar fora um estoque inteiro de produtos vencidos?

  • Classificação dos custos e despesas:

Na gestão financeira é necessário classificar quais são as despesas fixas, despesas variáveis, custos diretos e indiretos. Essa classificação permite: A- Identificar a necessidade de Capital de giro e ponto de equilíbrio; B- custo operacional e C- custos de produção. Essas informações também serão base para o próximo passo da gestão financeira.

  • Planejamento financeiro:

As ferramentas mais comuns utilizadas no planejamento financeiro são Orçamento Empresarial e Fluxo de Caixa. O planejamento orçamentário pode ser feito anualmente e seu objetivo é representar a eficiência produtiva da empresa. Ou seja, sua capacidade de gerar receitas e as despesas necessárias para gera-las. Já o Fluxo de Caixa objetiva demonstrar a capacidade de embolso, desembolso da empresa e sua capacidade de liquidez, ou seja, de gerar caixa.

  • Mensuração e Comparação:

A última etapa é feita a comparação do previsto x realizado. É através da mensuração e comparação que identificamos falhas na execução dos serviços prestados e traçamos estratégias de correção.

Uma boa gestão financeira é feita sempre com olhar na operação, pois é na execução e entrega do serviço que identificamos pontos de melhoria.

Por Maryele Senna

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *